Jota R Pereira NaÁrea

LOUCOS PARA VIVER

1984 foi um dos melhores anos da minha vida. Talvez o melhor. Foi um ano de descobertas, de mudanças, de viagens sem destino e de muita liberdade. Foi o ano que deixei de ser um adolescente para iniciar a vida adulta. Sim, naquela época a gente amadurecia mais cedo pois tínhamos pressa de vida, queríamos sair logo da casa dos pais, tocar nossa vida e conhecer o mundo. Foi nesse ano que li “On The Road ” escrito por Jack Kerouac, um clássico da geração beatnik e que, na época, me deu o sentido de liberdade que precisava para começar a explorar o mundo. Peguei minha mochila e, literalmente, coloquei o “pé na estrada” para conhecer pessoas e viver uma vida nova. Em 1984 eu tinha apenas 17 anos.

17 anos não é qualquer idade, é quase como se fosse um portal para uma nova vida. Se você fez a sua parte, quando chega essa idade, ainda não é um adulto, mas também não é mais um adolescente e sente que chegou a hora de tentar coisas novas, de se jogar em lugares onde nunca pensou ir.

Na vida de uma empresa é um pouco diferente. Aos 17 anos ela se sente sólida, madura. Não é mais uma iniciante pois já passou por muitos desafios e, se está firme depois de todo esse tempo, é porque trabalhou bem.

A Área faz 17 anos essa semana mas, na verdade, nasceu uns 15 anos antes. Era só uma ideia, um logo sem razão social, sem CNPJ, mas já existia na minha cabeça. Ficou guardada esse tempo todo e nasceu de vez em 5 de julho de 2004. Passados 17 anos dessa data, me sinto como se tivesse retornado a 1984 e resolvesse aprontar de novo. Dar uma mexida nas coisas, pois a vida precisa se renovar de tempos em tempos e uma empresa como a nossa, por mais bem-sucedida que seja, também precisa mudar.

Essa pandemia serviu para nos reinventar, para deixar claro que algumas coisas não servem mais e que mudar é necessário. Que um mundo novo está surgindo e que não dá mais para aceitar as coisas como são, simplesmente porque elas precisam deixar de ser como são para abrigar uma nova humanidade, um novo pensamento e uma nova forma de agir.

Estamos profundamente gratos por esses 17 anos, eles foram maravilhosos e obrigado a você que confiou na gente e nos apoiou em nossas loucuras. Mas agora precisamos ir além e nos reinventar novamente, começar a construção de uma nova empresa para se encaixar nesse novo mundo. Uma agência mais consciente, ainda mais criativa e integrada, mais transparente e responsável e ainda melhor para todos os seus clientes. E vamos precisar novamente de você. Vamos nessa?

Para fechar deixo aqui uma inspiração, um pequeno texto de Sal Paradise para Dean Moriarty, personagens de On The Road. Ele nos lembra que é necessário sair da mediocridade que o mundo nos impõe e buscar o novo, é preciso buscar a verdade e acreditar na loucura. Ler Kerouac novamente me fez recordar que não podemos parar, não podemos nos acomodar. Nunca!

“(…) porque, para mim, pessoas mesmo são os loucos, os que estão loucos para viver, loucos para falar, loucos para serem salvos, que querem tudo ao mesmo tempo agora, aqueles que nunca bocejam e jamais falam chavões, mas queimam, queimam, queimam como fabulosos fogos de artifício explodindo como constelações em cujo centro fervilhante – pop! – pode-se ver um brilho azul e intenso até que todos ‘aaaaaaah!’.”

2 thoughts on “LOUCOS PARA VIVER”

  1. Parabéns! Estive lá no comecinho de tudo. Feliz pelas conquistas que tiveram e ainda estão por vir. Vida longa para a Área!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *